terça-feira, 28 de dezembro de 2010

FELIZ CALENDÁRIO NOVO!

Que bom que contamos nosso tempo em anos e que um novo calendário é colocado sobre a mesa com a promessa de dias inteiros para preencher, quadradinhos de 24 horas se oferecendo sorridentes, ansiosos para existir.

Fim de ano é tempo de ponderar e agradecer, é hora de pensar sobre como usamos nossos preciosos minutos no planeta Terra, e agradecer pelas experiências vividas. 
Obrigada 2010!

Obrigada a minha família, meus amigos, minhas amigas e  meu namorado pelos momentos incríveis!


Obrigada aos leitores e companheiros da blogosfera!

Me perdôo pelos momentos de tédio e pelas horas perdidas, pela raiva e rancor que alimentei algumas vezes, por causa de umas poucas pessoas que tiveram o firme propósito de me encher o saco.
Agradeço a elas  pelo exercício de paciência.
E só posso dizer que este ano foi fantástico!

Desejo a todos um 2011 espetacular! Saúde, prosperidade e paz interior.
Ao meu país, desejo honestidade e comprometimento.
Ao mundo, eu desejo preservação ambiental, cooperação e tolerância religiosa.

E para acabar, um  raro momento livro-de-auto-ajuda (porque ano novo faz isso com o ser humano...)

"Existe um romance de Aldous Huxley chamado A Ilha, escrito em seus últimos anos de vida, quando ele ficou muito interessado nos ensinamentos espirituais. Conta a história de um homem que naufragou perto de uma ilha isolada do resto do mundo. Essa ilha era habitada por uma civilização especial. A coisa estranha sobre ela é que seus habitantes, diferente do resto do mundo, eram sadios, de verdade. A primeira coisa que o náufrago percebe são os papagaios multicoloridos empoleirados nas árvores, que davam a impressão de estar repetindo as palavras “Atenção. Aqui e agora. Atenção. Aqui e Agora”. Adiante, descobrimos que os habitantes da ilha ensinaram essas palavras aos papagaios para que fossem sempre lembrados para ficar presentes."

Moral da estória: apesar do ano novo ser um calendário de quadradinhos promissores, você só pode ser feliz no seu quadrado.  Ado-a-ado! Cada um no seu quadrado!

FELIZ 2011!!!

sábado, 11 de dezembro de 2010

Coração do homem-bomba faz tum-tum. Até o dia em que ele fizer BUM!

Aventura no aeroporto: O dia em que meu namorado virou um homem-bomba.

Comprei quase nada nos Estados Unidos, mas comprei um vídeo game, comprei dois aliás, porque um grande amigo meu pediu para trazer um igual. As caixas eram enormes e eu não esperava despachá-las dentro da mala. Corre o risco de chegar tudo quebrado, se chegar. Pensei eu. Então tive uma idéia brilhante, desmontei tudo, fiz uma engenharia na minha mochila-de-mão e funfei tudo lá dentro. Ficou pesado.

E lá vamos nós...Aeroporto lotado, mais comprinhas de última hora, ficou mais pesado. Então pedi para meu amor trocar de mochila comigo, acho que nunca mais ele faz isso.

Hora do raio-x, eu passei toda linda e elegante...
Tadinho do boy... Imaginem dois games, consoles e um monte de fios passando na maquininha.
Travou tudo na hora.
Eu do outro lado olhando.
Desfizeram a mochila dele (minha) todinha, além dos fios (por favor São Longuinho, que ele não esqueça nada aí), bolsinha cor-de-rosa de maquiagem, escova de cabelo, cachecol com lurex, foram saindo as coisas mais constrangedoras  do mundo de dentro da mochila. Ele ainda teve que tirar aquela bolsinha de pano cafona, que todo mundo usa para malocar o dinheiro, de dentro das calças e passá-la na maquininha, quase infartou. Eu corri para pegar o dinheiro dele do outro lado da esteira.

Então, amar é... Não matar a namorada depois de pousar de homem-bomba crossdresser no aeroporto. rsrsrs :)

"Coração do homem-bomba faz tum-tum. Até o dia em que ele fizer bum" é uma música do Zeca Baleiro.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Para terminar... Como sempre o AVIAO!!!

Entrar em um avião, para mim, é sempre uma aventura mística. Consigo lembrar de todas as orações do meu catecismo, mantras hindus, pontos de umbanda, tudo o que minhas experiências religiosas me permitiram aprender. E eu não consigo dormir. Não conseguia. Vou contar...

A U.S. Airways foi eleita por mim como os comissários mais simpáticos e a pior comida do mundo. Viajamos com conexão em Charlotte e de lá para Atlanta. A aeronave parecia meio velha o que aumentou minha ansiedade. Por causa de uma mini turbulência constante (tão pequena que não me deixou nervosa) os comissários se recusaram a servir café, porque era quente e alguém poderia se queimar...  Apesar da esquisitice, que me rendeu uma dor de cabeça por abstinência de cafeína, o vôo de ida foi tranquilo. Mas o de volta...

Não podíamos marcar o lugar, toda a trupe de brasileiros foi salpicada em vários lugares, já dentro do avião, graças à simpatia dos funcionários, fomos realocados, um imenso quebra cabeça, até todo mundo ficar satisfeito. 

Como voaríamos primeiro de Atlanta para Charlotte o avião era pequeno, e então percebemos que a demora não era para nos arrumar dentro da nave... 
Negativo! A verdade é que nossas bagagens não cabiam dentro do avião!!! A maioria dos meus compatriotas chegou com uma mala e estava voltando com quatro. 

Começou uma verdadeira operação Tetris, tiraram tudo e começaram a colocar de novo... Só víamos nossas malinhas sendo jogada pelos ares... Começou a chuviscar, pânico no avião, alguém começou a reclamar que sua mala cor-de-rosa iria sujar. A operação tetris falhou...  Nossa guia pegou o microfone para explicar e passou um elegante sabão no exagero de bagagens.

Operação Tetris 2, tiraram tudo de novo e arrancaram um pequeno container que estava lá dentro, depois de mais de uma hora, e vários americanos querendo comer nossas vísceras porque perderiam a sua conexão, conseguimos decolar. E o medo daquela p. não aguentar o peso?? Fui abotoada a viagem toda.

Sorte a nossa que nosso segundo vôo era muitas horas depois. Conseguimos lanchar, eu entrei na lojinha da BodyShop que estava com a promoção compre 3 pague 2, e embarcamos para o Brasil. 
Já tensa o bastante não resisti, e pela primeira vez na minha vida tomei um dramin, do tipo b6, que pedi para a minha guia, e cochilei... Primeira vez que durmo em um avião!!! Emoção!

E foi assim que desembarcamos no Galeão, inteiros, salvos e felizes.

Agora é esperar pela próxima viagem!



domingo, 28 de novembro de 2010

NACS SHOW ATLANTA

Onde foi que eu parei? Ah, sim! Eu queria falar sobre a tal feira, motivo da viagem. A Nacs show (National Association of Convenience Stores) é um evento que acontece todos os anos e a cada ano em uma cidade diferente dos Estados Unidos. Uma mega exposição sobre lojas de conveniências, fast food, comércio de petróleo e derivados. Nosso programa era ir tomar o café da manhã todos os dias e assistir a primeira palestra, depois passear pela cidade e voltar à tarde para a exposição propriamente dita.

Andei de dar bolhas nos pés.  As pessoas faziam fila para experimentar hotdogs, hambúrgeres e sucos fuorescentes. Todos os boxes davam algum brinde. O Marcelo ganhou uma mochila amarela imensa para guardar todos os mimos lá dentro, e ainda pegou uma bolsa grande da M&M para acomodar tudo.

Os brazucas saíram desgovernados com tanta prosperidade... de graça até injeção na testa.

...Mas, eu estava super tímida. Minha cara queimava cada vez que o Marcelo perguntava alguma coisa só para pegar o troço que era oferecido...Por fim ele não perguntava mais nada, ia pegando, aliás, perguntou se eu não iria ajudá-lo. Geeenteeee... Eu não conseguia!

Mas eis que chegamos ao megabox da Redbull, com direito sofás, bar e música eletrônica. Drinks free!!!
Tomei um energético com Jack Daniel's, duplo...  De repente, não mais que de repente, eu estava totalmente desinibida!!! Começou a brincadeira!!

Peguei muitas coisas que achava realmente interessante: isqueiros lindos, chicletes, shots de Redbull (uma mini garrafinha), shots de outros energéticos, energéticos em forma de bolas de chocolate, em forma de balas, cápsulas energéticas de cafeína e até um batom energético. Peguei também vários shots de uma bebida que prometia cortar o efeito disso tudo e te fazer dormir. 

PAUSA:  Percebeu como o capitalismo faz você virar uma máquina? Você se enche de cafeína e taurina para trabalhar até mais tarde, mais um pouco para  aguentar a balada. E quando você chegar em casa, se não for adepto de um tarja preta, toma um drink de melatonina.  Tem que ser campeão, com a força do coração...rs

Continuando... Café moído para expresso, escova de dentes descartável que já vem com pasta, não precisa de água, e a ponta é um palito (muito legal), cigarros eletrônicos, repelente de insetos em spray, tatuagens eróticas comestíveis (que se mostraram uma porcaria... xáprálá...), viagra "natural" feito de ervas, até um anel vibratório (loja de conveniência vende artigo de sexshop???). Tudo isso, e provavelmente algo mais que eu esqueci, pesou  um tanto na minha mala...

Foi muito divertido. Você tem que se despir da culpa para curtir... Então foram três dias de Jack Daniel's, duplo.

Fotinhas... 

Pedacinho de nada da feira...



Algumas coisinhas que eu peguei.

domingo, 14 de novembro de 2010

ZOO ATLANTA

Depois de uma discussão acirrada sobre como usar nosso pouco tempo livre, precisei abrir mão do meu desejo de visitar o Memorial de Luther King para ir ao zoológico. Entre os argumentos do meu namorado, o fato de ter panda de verdade e o fato de eu aprender tudo o que eu queria sobre L.King na wikipédia (dez ciclos de respiração profunda para não partir para a violência nesta hora rsrs), mas ele estava de câmera nova, e tinha patrocinado a viagem, então achei por bem ir ver o panda. Nada como ver quem a gente ama sorrindo, certo?

E foi muito legal mesmo! Precisamos ir de táxi porque era um pouco fora de mão, porém não demorou para chegar. O zoo é lindo, espaçoso e bem cuidado. Achamos o panda que estava dormindo, e dormindo ficou, o bichano ronca umas 14 horas por dia. Mas o pandinha vermelho deu um show!

Na hora de voltar, draminha! Não tem ônibus perto, não tem ponto de táxi. A solução foi ir até a administração e contar a situação, o funcionário deu o número do táxi... - Sr. nosso telefone não está aqui, bicos, bicos, bicos, pedido de pleeeease e o moço ligou sem muita vontade para o táxi. Uns dez minutos depois estávamos voltando para o hotel.

Não sem antes, antes mesmo, eu passar na lojinha do zoo e ganhar do meu namorado-melhor-do-mundo um panda de pelúcia, afinal de contas eu vi um de verdade. Pandas existem!!! Qual não foi meu assombro quando eu percebi que, apesar do mundo inteiro ser fabricado na China, logo o meu pandinha foi fabricado em algum lugar da Indonésia. Que sacanagem!!!

Custa 20 dólares a brincadeira, mas você pode pagar um combo com o aquário por 30 dólares. Pode comprar pela net. 

Fotinhas: 









sexta-feira, 12 de novembro de 2010

VISTO EUA

A vida está corrida por aqui e ando sem tempo de postar. Mas vou contar minha experiência de tirar o visto americano. Li milhões de post e scraps sobre o assunto e vou dar agora minha contribuição.

- Primeiro de tudo entrar no site e faça o pagamento (com cartão de crédito) de R$38,00 para o agendamento. Faça isso logo!!!  Quando eu fiz só tinha vaga para dois meses depois!!! Imprima a página de agendamento. Você vai precisar levar.

- Depois vem a parte mais chata do mundo. Preencher o questionário eletrônico. Além dos seus dados pessoais, você vai responder perguntas do tipo " Você é um terrorista?". Você vai ter que subir uma foto sua logo de cara, e para não ter erro eu tirei uma foto tipo passaporte e gravei em mídia, cheguei em casa e subi a foto. Você pode fazer em casa a foto desde que ela se enquadre em um monte de regrinhas que estão disponíveis no site. 

- E a chatice-mor, o site expira a cada 20 minutos, então grave e baixe cada uma das páginas para você recomeçar daquele ponto. Inferno! Mais uma informação, tudo em inglês inclusive suas respostas. Tenha em mãos vistos passados, passaportes, data de nascimentos dos pais, endereço de hotel etc... Você tem que enviar até 48 horas úteis antes da sua entrevista. Imprima todo o questionário, você também precisa apresentá-lo!

- Agora junte tudo que é prova que você não pretende ficar por lá. Trabalho, família, escola, gato, cachorro, renda do seu trabalho...

- Pague no citibank a taxa do visto, a tabela de valores está no site e depende do tipo de visto (turismo são 140 dólares, pagos em reais).Leve isso também, claro.

-Chegue cedo pois aquele horário que você escolheu não é só seu. São várias pessoas para o mesmo horário.

- A famigerada entrevista! Fique calmo, diga somente a verdade. Eu vi um funcionário passando um sabão em um casal que mentiu sobre a renda... Eles falam um português mais ou menos, vão perguntar se você fala inglês, e se você falar, vão falar inglês o tempo todo. Eu fui com meu boy e ele falou tudo, eu fiquei muda muda... Acho que no nosso caso foi  tranquilo. 

- Tudo lá é muito organizado (Rio), tranquilo. Não pode levar nada para comer, não entra telefone e outros eletrônicos e NÃO tem guarda-volumes.  Não leve nada disso.

- Depois de tudo, você paga o sedex para devolver o passaporte, em dinheiro. Seu santo passaporte chega em casa uns sete dias depois.Todo processo levou umas duas horas, eu peguei o segundo horário do dia.

De novo: consultei o site e só tem vaga para 125 dias depois.

Ainda tenho coisas para falar de Atlanta. Tô correndo hoje...

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Atlanta, arquitetura e comida.

Vamos voltar ao que interessa para este blog.
Era tanta arquitetura que Marcelo se aventurou em fotografar prédios ao invés de pássaros, o resultado foi muito legal. Vamos ver as fotinhas.












O trânsito em Atlanta pode ser infernal como em qualquer grande cidade. Ouvi no rádio do taxi: "- O tempo em Atlanta está muito bom hoje, eu não posso dizer o mesmo do tráfego..." Sério?? Eu estou parada no  mesmo lugar por 20 longos minutos!!!

Bem, agora eu vou dar uma dica de restaurante... Para quem gosta de incursões gastronômicas. A organização da viagem incluiu um jantar no Anthony's (daqueles jantares que temos que ficar contando talheres...). Que comida perfeita!!!

Bem, os brazucas ficaram fazendo cara de peixe sufocado, boca aberta e olhos esbugalhados, por causa da quantidade de pimenta. Eu amei! Pontos extras para o bolinho de primavera à moda sulista e a torta de nozes incrível (na verdade Chocolate Pecan Pie Cognac, ui!)

A casa é uma atração. Histórica, do tempo da guerra civil, foi desmontada do seu lugar original e remontada tijolo por tijolo na atual localização. Conta-se, também, que têm um   fantasma residente por lá.


sexta-feira, 22 de outubro de 2010

MINHA PRIMEIRA IMPRESSAO...EUA

Seria leviano da minha parte julgar um país continental como os Estados Unidos visitando uma única cidade por cinco dias. Seria julgar o Brasil por Brasília ou Belo Horizonte...
Contudo, posso tecer alguns comentários, não é pecado.

Atlanta é grandiosa e moderna. Prédios imensos, ruas largas, limpas, organizadas. Claro que deve ter um subúrbio por lá, até Dubai tem um subúrbio. Mas deve ficar muito longe mesmo.

Então... Estava eu no templo do capitalismo e percebi.

  • Todos os trabalhadores do buffet de café-da-manhã e dos restaurantes eram negros. A divisão é bem clara por lá. Aqui...como diz a música "...ou quase brancos quase pretos de tão pobres". O nosso racismo é mais diluído, mal sabemos quando começa o branco, quando termina o negro, taí o nosso sistema de cotas tão confuso.
  • A maioria das pessoas são enormes, como os prédios, como as ruas. E ainda que eu tenha vistos vários jovens brancos correndo com seus cachorros, ainda assim, a maioria está bem acima do peso.
  • E não é para menos, eles amam tudo que é gordura e açúcar e ...eca...corantes. O suco era fluorescente, o café da manhã tinha aquelas rosquinhas cobertas de açúcar ou de confetes, pode escolher, saudade do pão francês... Para almoçar barato fast food... experimentei vários, até burger king, e o daqui é muito melhor! Eles não fazem questão nenhuma de fazer o hamburger sequinho, brota óleo mesmo.  Foi um martírio, e só no último dia achei um fast tailandês e comi um peixinho.
  • Falando de comida, mais um comentários: A quantidade de lixo gerado é vergonhosa! Tudo descartável, de isopor, bandeija,  talheres de plástico, copos gigantes de coca-cola, copinhos para mostarda...Muito pouco ecológico... 
  • Eu fui para uma feira de negócios, depois falo dela, perguntei para o expositor qual dos dois processos expostos (de lavagem de carros) era o mais ecológico. Ele fez uma cara de hããã?? Falei grego ou inglês caramba??? Perguntei qual economizava mais água, aí ele fez cara de aaahhhh entendi. Acho que eles não entenderam ainda que  ecologia e economia de recursos naturais andam juntas.
  • Coisa boa que me rendeu um susto: fui fazer umas comprinhas e o valor na boca do caixa era maior que na etiqueta. A questão é que eles divulgam o preço sem impostos, estes são calculados no caixa, cerca de 8%. Imaginem essa prática por aqui!!! Cairíamos durinhos, beges, estarrecidos. Seria ótimo! Sentiríamos conscientemente o peso bigorna dos nossos impostos.
Tem mais... Eu vou lembrar.
Por enquanto, muito confusa com o 2º turno já que minha candidata derrotada não declarou apoio à ninguém...

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

ATLANTA - O AQUARIO

Quando eu pensava em Estados Unidos pensava em Nova Orleans e nos parques nacionais, e só. Nunca pensei que minha estréia seria em Atlanta, que eu sabia que já sediou uma olimpíada e mais nada. A empresa do meu gato resolveu  mandá-lo  para um feira de negócios, 0800, com acompanhante na tira-colo. Eu! Euzinha!!! Obrigada paixão!

Neste ano que eu apenas planejava pequenas viagens nacionais, e me recuperar dos gastos com o mochilão, fui presenteada com duas viagens maravilhosas! Só tenho que agradecer! 

Então vou começar a narrar a aventura! Vou deixar meus chiliques de avião para depois e falar dos principais pontos turísticos. Nada tão jornalístico assim, afinal os deuses da comédia me acompanham.

MOMENTO TURISTA 01 - O AQUÁRIO DE ATLANTA

Imperdível. No maior aquário dos Estados Unidos você vai poder ver o tubarão-baleia, belugas, focas e outros seres fofos. Tudo muito espaçoso e organizado. 

A recepção da feira seria no aquário, pegamos nosso bus e chegamos lá por volta das seis da tarde, horário combinado. Coquetel chique, bebidas, comidas, e aquele maravilhoso cenário azul e vivo. Comer praquê? Beber? Quem tem sede??? Fomos fazer um passeio básico pelo aquário, muitas fotos, muita alegria, e passa um aquário, passa outro... 

Pinguins! Tem Pinguins! E tem uma estrutura de acrílico que você entra lá dentro e fica nariz e bico com os bichinhos! E  outras parecidas que te colocam dentro do "nicho" do animal. E nesta viagem de sonhos prosseguimos até a lojinha. Porque tem sempre que ter uma... E eu não resisti as pelúcias exóticas, nem meu namorado que arrematou um tubarão-baleia de pelúcia (de uns 20cm, por favor...).

Plenamente satisfeitos e extasiados, resolvemos voltar para comer e beber, finalmente. 
...
...
Os funcionários disseram que não... Como assim não?
Fechado??? Acabou?? Não posso voltar?
No, no, no.
A recepção era da 18 às 20 horas. Ninguém me avisou isso! 
Não comi nem um canapé, nem um pequenininho! Não tomei um gole de nada! 
Que coisa sem graça duas horas de recepção. Estes americanos não sabem fazer uma festa...

Bem, dos brasileiros, arrisco dizer que fomos quem mais curtiu o aquário. Nossa mania de atrasar custou a alguns brazucas chegar com o aquário já fechado.

E voltamos famintos para hotel e precisamos comer por lá mesmo... Perdi minha boca livre. É a vida...


Olha eu nariz e bico com os pinguins.

Marcelo ganhando um beijinho.

Tubarão lá em cima!



Beluga!!!


Adoro! Adoro!

terça-feira, 12 de outubro de 2010

E LÁ VAMOS NÓS... ATLANTA (a mala)

É sempre assim...Na hora de arrumar a mala o nosso guarda-roupa parece vazio, o tempo engoliu seus vestidos, blusas, calças e a impressão é de estar nua. Uma chatice. Já consegui uma evolução, fico um pouco menos paranóica, em compensação, mais insegura. A vontade é comprar tudo novo, mas o mundo está em crise, e eu não sou uma pessoa com uma gorda conta bancária. Aliás, ando bem pão dura ultimamente, porque não só de viagens vive o homem, a mulher no caso, e há outras urgências pós-trinta-anos...

Realmente tem uma lista de roupas depois da escrivinhação toda, está em negrito, no fim do post.

Também sou de fases, fase de comprar calças, por exemplo, e me esqueço do tronco e membros superiores, fase vestidos, a atual, e num ímpeto de me conciliar com meu feminino, este foi o anos mais "vestido" da minha vida... E o que aconteceu? Crise histérica! "- Tô sem blusas, tô sem blusas!" E lá fui eu contabilizar aquelas malhinhas fubentas cuja a beleza não tem a dignidade de durar mais que seis meses. Acabei comprando duas blusas e foi só o que me permiti... 

E até agora não decidi que diabo de blusa vou para o aeroporto. Pois as novas vão na bagagem, eu não vou arriscar derramar molho de macarrão nelas (como se houvesse um molho decente na massa servida em avião...)

Credo, que discurso mais prosaico...  Eu estou sempre me criticando por não me mostrar densa, profunda e filosófica. Mas como eu vou fazer isso falando de arrumar a mala!!! Um dia eu  faço um blog de devaneios filosóficos, por hora vamos à listinha.


                       --- Cinco dias em Atlanta ---

      - Três blusas de manga longa, lisas, coladinhas. 
      - Três blusas de malha de manga curta
      - Duas camisas sociais
      - Um blazer jeans, um blazer preto para coordenar com tudo isso aí em cima
      - Duas calças jeans, uma mais séria com cintura alta, outra bem street mesmo.
      - Uma calça saruel preta que pretendo não usar, a não ser que eu emporcalhe as outras.
      - Dois vestidos de moça comportada
      - Uma peça de lã preta que eu não sei o nome, que parece um xale, mas tem uns buracos para os braços e fica ótimo com vestido.
      - Um cachecol
      - Um colete-blusa preto (é porque dá para usar só ele sem nada por baixo, então eu chamo de colete-blusa).
      - Um par de tênis, um de sapatos sociais e um de sapatilhas.
      - meia-calças preta grossa e cor da pele.
      - coisas íntimas e pijama.

Vou chegar com previsão de máxima de 21°C e mínima de 6°C.

Já fui e já voltei! Estou começando a preparar as postagens. Esta já estava prontinha. Estava bem quentinho por lá e não usei as blusas de malha longa.


Eu volto :)

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

TUDO SOBRE O SEU CANDIDATO

Você pode consultar muitas informações imparciais sobre o seu candidato. Por exemplo, os projetos que foram apresentados, se ele faltou muito às sessões, se há denúncias contra ele, que notícias circulam. Veja se ele merece mesmo o seu voto no site da ONG Transparência Brasil.



Divulguem!!! Esses bons mecanismos não aparecem na televisão!!!
E o debate de ontem na Globo? Deu para rir e chorar... O que vocês acharam?

terça-feira, 21 de setembro de 2010

ACONTECEU EM TIRADENTES E ME FEZ PENSAR EM COMO VOTAMOS...



Ainda é tempo de pensar nas eleições, e vejam só o que aconteceu em Tiradentes...


Estávamos na fila para visitar uma igreja, turistas pagam R$2,00 para entrar. Primeiro pensei na mão-de-vaquisse da Igreja Católica, cheia de grana secular e cobrando a entrada... Mas algo me distraiu deste pensamento.

Um senhor, já com alguma idade, chega para a moço e pergunta:

- POLÍCIA FEDERAL TEM QUE PAGAR?
...
...
...

COMO ASSIM? COMO ASSIM JESUS, BUDA, MAOMÉ? COMO PODE ALGUÉM TER A CARA DE PAU DE PERGUNTAR ISSO!!!

Fiquei bege... O sujeito,cretino, estava dando carteirada por causa de DOIS REAIS!!! Mas nem que fossem dois mil reais. 

Isso mostra uma faceta da cultura brasileira muito triste... Qualquer mínimo poder que a criatura tem já é usado em benefício próprio. É a mesma lógica macabra do "Você sabe com quem está falando?" É se colocar acima das leis, é colocar no bolso o dinheiro público, porque no Brasil o público não é da coletividade, é aquilo que não pertence a ninguém. É sonegar imposto, ao invés de pressionar pela reforma tributária e os honestos que se fodam. É adulterar o velocímetro do carro antes de vender, e olha só, você pode ser vítima do mesmo golpe... São  tantos exemplos do famigerado jeito brasileiro. É a corrupção que qualquer pobre coitado acha normal fazer...O normal deste país não é o certo! O povo brasileiro não parece um povo sério, e aí ficamos indignados com indícios (mais que indícios) de tráfico de influência na Casa Civil... Porém, se você tiver abertura com um Juiz, ou outra autoridade, você vai lá bater um papo para resolver mais rápido o seu problema...

TALVEZ TENHAMOS OS POLÍTICOS QUE MERECEMOS...

Estou revoltada!
Ser das trevas este que deu a carteirada... Em quem será que ele vai votar???

O outro lado da questão  foi o senhorzinho que mandou ele entrar... É o povo passivo que aceita os desmandos... Ou será que ele desvia o dinheiro da Igreja e também não está se importando?

Quem irá representar nosso caráter nas próximos mandatos? 

Eu responderia...

O QUE A IGREJA TEM COM O FATO DE VOCÊ SER DA POLÍCIA FEDERAL??
ou
JESUS ESTÁ VENDO
ou
PAGA SIM SENHOR, OU VOCÊ PODE FAZER UMA PETIÇÃO EM TRÊS VIAS E ENVIAR PARA O VATICANO...

Eu mordi minha lingua ferina e não falei nada. Será que eu também fui negligente? Fui... Na verdade fui.
Essa mania do brasileiro não criar confusão já está me contaminando... Mas não muito... Não muito...
Me pega de TPM para você ver o que acontece...


domingo, 19 de setembro de 2010

TIRADENTES E OUTROS BRASILEIROS...

Acabei de chegar de Tiradentes, pequena grande cidade histórica de Minas Gerais. Viagem rapidinha, com boy e sogra, todo mundo feliz da vida.

Não deu muito tempo para incursões profundas na história da cidade, apesar de eu já saber que Tiradentes foi aquele inconfidente, bode expiatório, que foi enforcado, esquartejado e espalhado por aí, servindo de exemplo para aqueles que se rebelavam contra a Coroa Portuguesa... Servindo de exemplo àqueles que não queriam pagar impostos absurdos (ah se a moda volta...), e também mostrando que a corda sempre arrebenta do lado mais fraco...

A cidade Tiradentes, por sua vez, é um convite ao deleite,  linda, conservada, muitos restaurantes, pousadas, charretes cor-de-rosas, trenzinho, música e todo o pacote cultural. Muito bom para comprar artesanato, principalmente na estrada de Bichinho. Fiquei apenas uma noite e já estou com vontade de voltar para dar a ela a atenção merecida. Algumas necessárias adaptações pois minha sogrinha não aguenta ficar pra lá e pra cá a pé. Isso rendeu algumas lições...

Andar de carro em Tiradentes é um pouco complicado. A cidade é apinhada de turistas com seus respectivos motores, estacionam de um lado, estacionam de outro e por fim você está tirando fininho de todo mundo. Fora que balança horrores. Fora que em uma ocasião mais movimentada, como vários casamentos que aconteceram no sábado, você vem de um lado...  Vários carrinhos atrás... Outro sujeito vem de outro... Vários carrinhos atrás... E de repente... Pumba... Ninguém se entende. Não dá para manobrar direito, e você fica quinze minutos tentando resolver a situação. Então, se puder deixar o carro na pousada, ótimo.

Falando em pousada, ficamos na Pé da Serra, não fizemos reservas, namorado decidiu 36 horas antes que iríamos para a cidade, sabe como é... Foi a primeira que ele encontrou. Mas foi uma boa escolha. Poderia ser um tico melhor por R$160,00, mas os quartos eram legais, o chuveiro era legal, o visual era legal.  Tá bom.

Antes de irmos embora decidimos pegar o trem  maria-fumaça que liga Tiradentes à São João Del Rey.  A pitoresca atração deixou a desejar em termos de paisagem, se comparada ao trem que liga Ouro Preto à Mariana. Vi basicamente pasto e vaca, coisa que não me agrada muito, e uma entrada de São João muito mal cuidada. O Trem custa R$30,00, inteira, ida e volta.  Achei os horários complicado porque o trem partia às 11h e retornava às 15h!!! Várias vans oferecem o tour mais rápido do mundo para estes poucos minutos, porque o centro histórico é um pouco distante da estação de trem.  As vans custam entre 25 e 40 reais, vale negociar... Eu achei tão carinho... Mas era uma forma de mostrar alguma coisa para minha sogra.

Que mais? Ah!!! De souvenir comprei um vestido lindo da Ave Maria. Eu já sabia que não iria resistir...

Fotuxas... 

Matriz de Santo Antônio em Tiradentes

Praça na entrada da cidade



Visual pertinho da pousada

Visual pertinho da pousada

Detalhe de Aleijadinho, Igreja de São Francisco de Assis, São João Del Rey 

Interior da Igreja.


Links



Horário do trem - Maria Fumaça
Tel: (0xx32) 3371-8485


terça-feira, 7 de setembro de 2010

7 de Setembro. Vamos pensar...

Passando o feriado em Belo Horizonte... Éééé eu ando mesmo. Fiquei bem no centro e começaram as inevitáveis comparações entre a capital mineira e a carioca. Encontrei mais semelhanças do que diferenças. E semelhanças tristes. Tristes porque nós somos totalmente responsáveis por elas.

Nós temos a capacidade de imundiçar tudo! A quantidade de lixinhos pessoais nas ruas é absurda! A companhia de limpeza passa no fim da tarde (horário deprimente de se andar...) varrendo e recolhendo o nosso lixo e o dos lojistas. Qual é o drama em colocar a droga do lixo na lixeirinha?  Aqui em BH elas são cinzas, hiperdiscretas, adiantaria pintar de laranja ou verde flúor? Talvez... E os lojistas... Custa colocar mais arrumadinho o lixo?

Calma que piora...
É a coisa mais deprimente, em pleno 2010, cheiro de urina nas esquinas. Mais que inferno!! Acho que aqui também implica multa... Mas os guardinhas têm mais a fazer do que ficar procurando malfeitores com o bilao de fora. Concorda?

Calma que piora...
E a quantidade de moradores de rua? E a quantidade de pessoas com aparência drogada nas praças?
No Rio, eu percebi que aumentou o número de moradores de rua no Catete... Aqui em BH também  tem muito...

Então qual é a solução? Eu penso em duas: Primeira, educação, com esta todo mundo concorda. A eleição está chegando...  Estude as propostas. Não vou fazer campanha aqui... 

A segunda é mais polêmica: Algum controle de natalidade eficaz (não estou falando em políticas chinesas!). É o melhor econômicamente e ecologicamente. Você não pode ter cinco filhos e achar que o governo não cria empregos. Não vai ter emprego para essa muvuca toda! E não há planeta que de conta!!!

Porque o bolsa família não inclui um DIU junto??? Aceito todas as críticas... Mas não vejo isso como algo nazista, ditatorial ou coisa parecida. Até porque ninguém te obriga a ter bolsa família... Enfim...Podem jogar as pedras...

Não dá para ficar pulando de um ponto turístico para outro sem perceber a realidade. Normalmente muita realidade (telejornais principalmente) me deprime pois me sinto impotente. Mas, agora a eleição está chegando e eu me sinto com alguma força. Não vamos desperdiçar nosso direito!!


Calma que piora...


E para finalizar, acabou de rolar uma passeata pela reforma urbana, uma galera gritando no megafone (se tem megafone para que gritar???), embaixo do prédio, e eu tenho certeza que não tem nenhuma autoridade morando aqui. Estes cidadãos resolveram PICHAR a rua como ato de protesto!!! Com tantas maneiras democráticas e eficientes de chamar a atenção, porque resolveram emporcalhar mais a rua??? Descemos, eu e minha irmã, para avisar a polícia militar que acompanhava o cortejo... Pichar é demais, é sacanagem... É essa a reforma urbana que eles querem??? Bandeirinhas do MST e PT acompanhando...Queimação de filme.


A pior coisa que tem é proletário (eu) com discurso burguês. Eu não quero isso para mim... Então, se por algum motivo, você discorda das minhas especulações. Ou de lixo, mijo e pichação como parte de um movimento social legítimo contra as amarras do capitalisto, pode gritar aqui.

E tenho dito...

domingo, 5 de setembro de 2010

Turismo na cidade natal... JARDIM BOTÂNICO

Entonces... Fiquei relativamente quieta nestes dias, fui fazer visitinhas e programinhas de turismo no Rio de Janeiro. Todo mundo deveria curtir o que sua cidade oferece, a correria  nos anestesia, não reparamos a beleza que esta do nosso lado.

Sempre que posso vou ao Jardim Botânico, lugar delicioso para  passar o dia. Fui passarinhar feliz e contente, apesar do clima seco,  foi só procurar as frutinhas e esperar as aves. Veja as fotos do que encontrei perto da fonte principal do Jardim.

Foto mais que perfeita do Marcelo (então amore, obrigada pela sua orientação)

Esta é minha, se você reparar bem ele está anilhado, alguém soltou ele aí, não é natural da região...

...Ele vive com essas outras saíras. Essas frutinhas são super fotogênicas!  Eu que fiz! XD (a foto)


Esse aí é o Biguá, e prova que um dia os continentes já foram grudadinhos... Olha só a foto do primo holandês dele...


Esta eu tirei no Volden Park em Amsterdam.

Para quem não mora no Rio, o Jardim Botânico fica no bairro de mesmo nome, na zona sul da cidade. A entrada custa R$5,00.







Eu volto.  :)


quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Pensamentos aleatórios

Fim do ócio! Voltei  ao trabalho e também ao blog. Durante este tempo dei uma renovada no visual do blog. Ficou bom??? E também tentei, sem sucesso, gravar o filminho da Noruega... Tá prontinho, mas o programa não grava... não grava e não grava!!!
Fiquei pra lá e pra cá na BR040 fazendo visitinhas familiares, relaxei... ócio absoluto.

Agora é hora de choque de ordem...
Meditação, ginástica, dança e viajar...
Também é hora de anotar o número dos meus candidatos...

Minhas fotinhas estão na casa do namorado, muitos passarinhos e passarões! Depois eu posto.
O Ibitijazz foi ótimo. O pico das Agulhas Negras, única aventura programada, resolveu pegar fogo e eu não fui...
Todos os lugares que eu gosto estão pegando fogo e eu fiquei triste.

Este post é só para dizer que voltei.
E em breve já estou fazendo as malas de novo!

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Ocio necessario...

Momento de recolhimento pré-férias. Nossa, eu estou realmente precisando disso. Depois de muito tempo eu vou ter um tempo para mim. Sem correr atrás de reservas, sem medo de avião, sem fazer malas... Peraí...Sem fazer malas é tecnicamente impossível, até para ir ver meu namorado eu tenho que arrumar uma bolsinha básica, já que ele mora em outra cidade... E vou fazer visitinhas a mamãe, vovó e titia. Já são TRÊS cidades diferentes!!! Mais uma quarta a entrar para meu mapa, já que minha irmã está de mudança para uma outra.
Vida cigana... Arrumar as malas sempre sempre sempre cansa... Tem tempo também que eu não sei o que é passar um fim de semana em casa, com meus livros e discos...ops, mp3...

Eu sinto falta deste pequeno espaço que chamo de lar, e tirei a semana para fazer nada mesmo... Só ir trabalhar.
Totalmente reclusa do mundo, da vida social, das aulas de inglês, da corrida (isso já faz um tempão), das montanhas, de shopping, cinema, do mundo! Estou me jogando cedo da cama para devorar meus livros.

O ócio é necessário.

Litros de floral para curar a fadiga mental. Como eu sou muito cética quanto a isso, efeito placebo zero. Alguma credibilidade no fato de um excelente psiquiatra da cidade estar me receitando (única chance de eu acreditar que pode dar certo...). Eu preciso mesmo é da preguiça... O mesmo mundo moderno que me permite cruzar os oceanos voando, acaba com minhas energias.

Objeto de desejo: A bolsinha mágica do gato Félix. Alguém?? Por favor!!! Assim eu coloco minha casa na bolsa e paro com a chatice de escolher roupinhas, sapatinhos, lembrar que uma está suja, a outra tem que passar, nada combina com nada e no fim está tudo amarrotado...



Vou continuar descansando, porque neste fim de semana tem IbitiJazz...Promessa desde o ano passado. Eu vou! Depois eu descanso um pouco mais...